- Domingo 07 de Março de 2021
  acesse abaixo +
   Notícias +


Opinio de um citricultor

06/08/2009

Caro Dr. Viegas,

Quero lhe dar os parab?ns pela iniciativa de tentar levar os citricultores a Bras?lia para que representassem maci?amente os pequenos e m?dios citricultores que est?o sendo, na minha modesta opini?o, exterminados!

Eles se sentem desalentados, desinformados, desorientados, desesperados, incr?dulos na possibilidade de que algu?m olhar? por eles e defender o que julgam ser seus leg?timos direitos: sobreviver, prosperar, educar e encaminhar seus filhos com dignidade, como sempre foi, uma vez que o progresso e prosperidade das ind?strias sempre foi suportada por eles, que ACREDITARAM.

Hoje se sentem alijados do progresso e sucesso que ajudaram a construir!

A LARANJA ? UM EXCELENTE NEG?CIO. SE N?O FOSSE, AS IND?STRIAS N?O TERIAM VERTICALIZADO SUA PRODU??O DE FRUTAS E IMPLANTA??O DE POMARES PR?PRIOS, CAMINHANDO PARA FICAREM AS ?NICAS DONAS DO NEG?CIO.

Quando tentam justificar os baixos pre?os pagos pela caixa de laranja, referem-se apenas ao suco concentrado e congelado. Nunca se referem ao suco fresco, ou aos subprodutos como D?Lemonene, ?leos essenciais, polpa para ra??o, e outros que n?s produtores n?o temos no??o de quantos s?o e quanto valem porque a caixa preta n?o ? aberta!

Mas s?o oriundos de nossa produ??o.

E NADA DISSO NOS ? PAGO!

Somente o suco concentrado e congelado que sabemos estar sendo substitu?do por outras formas de SUCO DE LARANJA!

OK! TUDO ISSO O SR. J? SABE!!! DE MUITO TEMPO!!!

Porem lhe pergunto: ser? que adianta irmos atr?s de solu??o em Bras?lia?

Ser? que adianta falar somente com o senador Suplicy? Ser? que ele sozinho apresentaria alguma proposta para regulamenta??o do setor? Onde est?o os demais senadores da dita ?Bancada Ruralista??Est?o eles cientes da real situa??o da citricultura? O que pensam a respeito?

Eu acho que a solu??o para o problema que vivemos na citricultura deveria contar com o empenho e participa??o do Governador do Estado que ? o maior produtor de LARANJA DO MUNDO, e que no momento ? o Sr. Jos? Serra!

Temos que expor a situa??o a ele!

TEMOS QUE CHEGAR A ELE!

O Sr. Jos? Serra n?o ? governador permanente do Estado de S. Paulo. Ele est? GOVERNADOR. E deixar? um legado para seu sucessor, e sucessores.

Ser? que ele gostaria de deixar como legado a prov?vel expuls?o dos pequenos citricultores da atividade?

Ser? que ele est? adequadamente informado sobre o que se passa com os pequenos e m?dios produtores na citricultura?

O que ser? que ele pensa a respeito do assunto?

Sinceramente, n?o me lembro de ouvir nenhum pronunciamento dele sobre a crise dos pequenos e m?dios citricultores.

Em minha opini?o, o secret?rio da Agricultura do Estado de S. Paulo n?o parece estar preocupado com o que ocorre na citricultura! N?o percebo por parte dele o empenho que julgo necess?rio para que se supere a crise que se instalou nessa ?rea.

Pergunto: Ele estava junto com os citricultores em Bras?lia?

E os deputados Federais por S?o Paulo, conhecem o problema e se manifestam?

Quantos acompanhavam os citricultores em Bras?lia?

Foram convidados a comparecer na manifesta??o?

Eu acho que dever?amos sensibilizar para nossa causa a m?dia que os parlamentares, governadores e ministros l?em e que s?o, na minha modesta opini?o:

REVISTA VEJA,

REVISTA ?POCA,

JORNAL O ESTADO DE S.PAULO,

FOLHA DE S?O PAULO,

E O JORNAL NACIONAL, DA GLOBO!

De nada adianta nos pronunciarmos somente no site da ASSOCITRUS ou em Canais de TV dedicados a agricultores, como temos feito!

Acho que nenhuma autoridade, deputados ou senadores, ou muito pouco deles, aparentemente, os assiste, ou ao menos os l?em!

Os estrangeiros o fazem.

Veja que a Foodnews, conforme publicado no site da Associtrus, divulgou a manifesta??o dos citricultores em Bras?lia. Na imprensa Nacional, se o fizeram, n?o vi!

Pergunto, como se posiciona e o que faz para superar a crise o deputado Mendes Thame, pois que se apresentou, em palestra que assisti dele, como defensor do setor sucroalcooleiro, da citricultura e da agricultura de forma geral?

E os demais deputados das regi?es citr?colas de S. Paulo : Roberto Massafera, Dimas Ramalho, Geraldo Vignoli, etc. estavam presentes?Foram convidados?

E OS PREFEITOS DAS CIDADES QUE MAIS SENTIRIAM O IMPACTO DA CRISE PELA QUAL PASSAMOS, ONDE ESTAVAM? MANIFESTARAM-SE? FORAM CONVIDADOS? MANDARAM REPRESENTANTES?

Como se posiciona a senadora K?tia Abreu, presidenta da CNA, entidade que nos cobra car?ssimos impostos sindicais?

Caso as autoridades governamentais julgarem que o plantio de laranja deve ficar restrito ?s Ind?strias, que ao menos nos informem. Mas, urge uma defini??o.

Porem esteja certo, Dr Fl?vio Viegas, que as pequenas propriedades rurais, prop?cias ao cultivo de laranja e que possibilitaram, durante d?cadas, a vida digna do pequeno citricultor, se tornar?o invi?veis para a agricultura por falta de alternativas e de capital dos produtores para mudar de ramo. E Muito provavelmente n?o se prestar?o, em futuro pr?ximo, nem para o cultivo da cana, pois que com a mecaniza??o da colheita ser? exigida a implanta??o de canaviais em ?reas maiores.

E a? o que ser? dos pequenos citricultores?

Ser? que pretendem utilizar nossas pequenas propriedades para reforma agr?ria devido a desocupa??o das mesmas pela demiss?o de nossos empregados rurais?

A sensa??o que tenho sobre o Secret?rio da Agricultura do estado de S?o Paulo, ? que ele pouco nos ajuda, apesar da esperan?a e confian?a que deposit?vamos nele quando assumiu a Secretaria. ? preciso que ele se sensibilize e se manifeste!

Foi preocupante, e assustador, ter lido no artigo publicado aos 03/08/2009 no site da Associtrus ? Crise afeta pomares e frutas apodrecem no p? a opini?o do mesmo afirmando que ..? Os produtores devem se mobilizar para vender o suco processado no mercado interno..?

E O greening?

? justo o produtor ter que arcar com tudo sozinho, perdendo patrim?nio, receita, pomares, e tendo custos e multas adicionais por problemas que n?o causou?

Mais um alerta ao Governador!

De nada adianta reformar vicinais se safras n?o v?o fluir, pelo menos de laranja dos pequenos citricultores caso a?es severas e r?pidas n?o forem tomadas.

O tempo Urge!

FA?O UM AP?LO: ? NECESS?RIO QUE A ASSOCITRUS CHEGUE AT? O GOVERNADOR JOS? SERRA, E PE?A A ?LE QUE SE MANIFESTE!

Pois Est? governador de todos os paulistas, e n?o apenas dos paulistanos!

Sei que faz bom trabalho pela cidade de S?O PAULO, por?m ? respons?vel, ou ao menos, est? respons?vel por um Estado que necessita de a??o urgente!

MAIS UM PROBLEMA PARA AS PREFEITURAS, E GOVERNOS EM QUAISQUER N?VEIS:

Est? sendo desenvolvida colheitadeira mec?nica de laranja.

Uma empresa desenvolveu modelo que parece promissor.

Se isso se viabilizar, colhedores de laranja estar?o fora da atividade, pois que s? seriam necess?rios em pequenos pomares nos quais as colheitadeiras mec?nicas n?o seriam vi?veis.

A? est? mais uma das raz?es do desmonte dos pequenos produtores!

VOLTO A DIZER : PRECISAMOS DE UMA DEFINI??O DE GOVERNO, ESTADUAL E FEDERAL. NEM QUE SEJA PARA ESTABELECER QUE A ATIVIDADE DA CITRICULTURA FICAR? RESTRITA ? INDUSTRIA.

Assim, pelo menos, poderemos erradicar nossos pomares sem remorsos e n?o teremos mais que ficar investindo neles na esperan?a de dias melhores.

Mas isso tem que ser r?pido pois em agosto j? seria feita a 1? aduba??o!

Fiquei estarrecido ao saber em sua entrevista que o Sr. N?o foi convidado para a cerim?nia do dia do citricultor em Cordeir?polis na qual o Secret?rio da Agricultura estava presente.

Porque n?o foi convidado?

Este fato refor?a minha opini?o acima de que o mesmo n?o parece estar empenhado, ou ao menos sensibilizado com a crise dos pequenos citricultores.

Quem e porque n?o aceitou a tese do pre?o m?nimo para a caixa de laranja?

Qual a especificidade (mais uma novidade, agora!) da cultura que impossibilitaria a pol?tica de pre?o m?nimo da laranja.

?ESPECIFICIDADE!!..? Tudo tem sua especificidade.

A especificidade da produ??o leiteira ? diferente daquela da produ??o da soja, que ? diferente do caf?, que ? do milho.

Dr. Viegas, n?o nos iludamos com a id?ia que fazer propaganda para buscarmos o aumento do consumo dom?stico de suco de laranja seja uma solu??o para viabilizar a citricultura para o pequeno produtor.

N?o ?! Isso n?o adianta nada, pois se o mercado interno fosse promissor a ind?stria j? teria ocupado mais espa?o do que j? tomou.

Todos os sucos vendidos em embalagem ?Longa Vida?, que conhe?o, s?o feitos com suco de laranja concentrado. O mercado interno j? est? ocupado pelas Industrias .

Os produtores montarem uma processadora, industria de suco, tamb?m n?o me parece ser uma alternativa segura, pois o sistema log?stico principal ? o transporte mar?timo em navios apropriados- ? das ind?strias, e s? se exportaria suco em navios locados por elas se permitissem.

Continuar?amos na m?o delas, seja para termos navios de transporte, seja pelos pre?os do frete que nos seria cobrado.

O produtor tem que ter o direito de fazer o que sabe: produzir laranja e ser adequadamente remunerado por isso, e com a garantia de que vai vender sua safra!

E para que isso seja poss?vel, no caso da citricultura, ? imprescind?vel a regulamenta??o do setor.

Sugiro :

a) Limitar o volume de laranjas de produ??o pr?pria ou arrendada das ind?strias em cerca de 20 % da laranja que processam,

b) Limitar a expans?o dos pomares das ind?strias ,

c) Priorizar a colheita do pequeno citricultor, colhe-se em primeiro lugar a safra do pequeno produtor,depois do m?dio, do grande,e por ?ltimo o da ind?stria,

d) Estabelecer que em financiamento de custeio para a citricultura, o empr?stimo possa ser pago em caixas de laranja ao pre?o m?nimo definido pelo governo, caso o produtor n?o consiga vender sua safra, seja pelo fato da Industria querer pagar pre?os menores do que o m?nimo estabelecido pelo governo, seja pelo fato de n?o ter contrato. O Banco negociaria com a industria pre?os e colheita da laranja que passaria a lhe pertencer.

e) Colheita e frete devem ser de responsabilidade e feitos pela Ind?stria.

Tenho uma d?vida a respeito de ?Dumping?:

Se a laranja ? mat?ria prima do suco e ? paga em valores inferiores ao seu custo de produ??o, como vem ocorrendo h? tempo, isso n?o caracteriza ?dumping? no pre?o do Suco, Dr. Viegas?

Nas minhas sugest?es sobre as a?es que deveriam constar da regulamenta??o da atividade da citricultura, deixei de colocar a mais importante porque a julguei impl?cita:

Deve ser estabelecido pelo governo o pre?o m?nimo a ser pago pela caixa de laranja, a ser definido pela Conab, com aval do CEPEA!

Ouso dizer que a Ind?stria justificar? perante o Governo, se for instada a faz?-lo, que expandiu seus pomares devido ao fato que os produtores n?o est?o controlando adequadamente o ?Greening?, e para evitar a falta de mat?ria prima decidiram ampliar sua produ??o pr?pria!

A mim parece que essa trama, de se consolidar como ?nicos produtores de laranja, foi uma trama urdida h? alguns anos atr?s, quando resolveram pagar pre?os insuficientes pela nossa produ??o. Deixando os produtores na expectativa de dias melhores e consumindo suas reservas financeiras. Se ? que existiam.

Atualmente, os produtores tradicionais, pequenos e m?dios, realmente n?o t?m condi?es de cuidar adequadamente de seus pomares, controlarem o Greening, e nem mais de reformar seus pomares. Est?o totalmente descapitalizados!

O circulo fechou! Fomos afogados! A trama maldosa, para dizer o m?nimo, deu resultado! Estrat?gia Brilhante!

Mas porque isso se antes tinha espa?o para todos conviverem bem?!

Cada um com sua atividade e objeto fim?!

Gan?ncia???!! De quem???!!! Inseguran?a???!!! De quem???!!!

Grande abra?o,


<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2021

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 44
Total: 3.467.843
<