- Sexta-Feira 14 de Agosto de 2020
  acesse abaixo +
   Notícias +


Consecitrus deve começar a funcionar até o final do ano, diz Viegas

06/09/2013

Agencia Estado 5/9/2013

Brasília, 05 - O Conselho dos Produtores de Laranja e Exportadores de Suco (Consecitrus) deve começar a funcionar até o final deste ano. A afirmação é do presidente da Associação Brasileira de Citricultores (Associtrus), Flávio Viegas, que nesta quarta-feira, 4, discutiu o assunto com membros do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Segundo Viegas, a proposta é de que a implantação do Consecitrus tenha uma fase transitória, com um cronograma de cinco anos, período em que contaria com o apoio do Cade para mediar os possíveis conflitos. Viegas destacou que o importante da proposta é que até final do ano o setor já teria uma sugestão de preços para a comercialização da próxima safra. Ele lembra que a criação do Consecitrus é um dos pontos do Termo de Compromisso de Desempenho (TCD) firmado pelos grupos Votorantim e Fisher com o Cade na época da fusão da Citrosuco com a Citrovita. Segundo Viegas, o conselho Ricardo Ruiz, relator do caso, deve deixar o Cade em janeiro próximo. Audiência

A Associtrus está convocando os citricultores paulistas para se deslocarem até Brasília na terça-feira, 10, para participar de audiência com o ministro da Agricultura, Antônio Andrade (PMDB/MB). Viegas conta que foi o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB/SP), quem determinou ao Ministério da Agricultura que buscasse uma solução para os problemas enfrentados pelos citricultores.

Uma das principais reivindicações da Associtrus é a inclusão da laranja na Política de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), o que garantiria a intervenção governamental para assegurar a rentabilidade no campo. Viegas diz que o preço de referência estabelecido pelo governo no ano passado, de R$ 10,10/caixa de 40,8 kg, está muito abaixo do custo de produção. Ele diz que 'vai batalhar' por uma correção do preço e que o custo de produção é de R$ 19/caixa, valor bem distante dos R$ 7/caixa pagos atualmente pelas indústrias.

A Associtrus também pede renegociação de dívidas (securitização), a inserção de suco de laranja em programas governamentais de alimentação; aumento do porcentual de suco de laranja nos néctares, redução de impostos; melhoria do ambiente de negócios, com maior transparência das informações sobre consumo, estimativa de safra etc.; fortalecimento da representatividade dos citricultores independentes nas negociações do Consecitrus; além do investimento em marketing para promover o aumento do consumo de suco de laranja.


<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2020

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 63
Total: 2.247.573
Balikesir escort Manisa escort Aydin escort Mugla escort Giresun escort Kahramanmaras escort Yozgat escort Tekirdag escort Isparta escort izmir escort inegol escort Soma escort Igdir mutlu son