- Quarta-Feira 02 de Dezembro de 2020
  acesse abaixo +
   Notícias +


Em encontro com produtores, governo sinaliza com preço mínimo de R$ 10,10 para a caixa de laranja

11/09/2013

O Governo Federal estuda a fixação de um preço mimo de R$ 10,10 para a caixa de laranja de 40,8 quilos nesta safra, e a disponibilização de mecanismos de incentivo à compra da safra, como o Pepro (Programa de Escoamento da Produção), que subsidia a diferença entre o preço mínimo fixado pelo governo e o valor real da fruta no mercado.

A informação foi transmitida na tarde de hoje (10) pelo ministro da Agricultura e Pecuária, Antônio Andrade, ao deputado Edinho Araújo (PMDB-SP) e a um grupo de representantes de citricultores do Estado de São Paulo, durante reunião em Brasília.

Segundo o deputado Edinho Araújo, duas outras reivindicações do setor estão bem encaminhadas: o pedido de securitização das dividas de investimento e custeio contraídas pelos citricultores e o pagamento dos valores atrasados dos leilões do Pepro realizados em janeiro deste ano, suspensos devido a denúncias de fraude nos contratos de venda da fruta.

O secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, disse aos produtores que algumas das decisões dependem de entendimentos com o Ministério da Fazenda e que as negociações estão avançadas.

Outra reivindicação em estudo pelo governo federal é a inclusão do suco de laranja nos programas governamentais de distribuição de cestas básicas, em outros programas assistenciais e na merenda escolar.

A secretária de Agricultura de São Paulo, Monica Bergamaski, também participou do encontro. “Ela tem sido uma parceira importante do setor citrícola”, afirmou Edinho Araújo, que organizou o encontro de hoje entre produtores e representantes do Ministério da Agricultura.

“A citricultura paulista não pode continuar a mercê das crises que se repetem a cada ano. É necessária uma política de longo prazo para o setor, que impeça a repetição dos problemas de mercado, que tanto desestimulam o produtor. Recebemos do ministro Antônio Andrade uma sinalização clara de que a laranja será incluída na Política de Garantia de Preços Mínimos, o que dará maior estabilidade e capacidade de planejamento ao setor produtivo”, disse Edinho Araújo.

Ao final do encontro, o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, pediu que os diversos representantes da citricultura apresentem uma “proposta concreta” para a securitização das dívidas de investimento e custeio, referentes aos dois últimos anos, para que o Governo Federal possa analisar concretamente a proposta. “Precisamos que vocês digam o que o setor precisa”, disse Geller.

CARAVANAS

Caravanas de nove cidades paulistas foram a Brasília. Participaram do encontro produtores de Ibitinga, Tabatinga, Itápolis, Monte Azul Paulista, Bebedouro, Barretos, Olímpia, Novo Horizonte e Araraquara.

O ministro Antônio Andrade recebeu um grupo de 20 produtores, liderados pelo presidente da Associtrus, Flávio Viegas, e pelo presidente das Câmara Setorial de Citricultura, Marco Antonio dos Santos. Eles entregaram ao ministro a Carta de Bebedouro, contendo uma série de reivindicações da citricultura.

“Vamos continuar acompanhando a tramitação das propostas e cobrando as providências”, disse o deputado aos líderes de citricultores.

Mário Soler - Assessor
Mídia Caipira
Fones: (17) 99777.1046 - 3304.2646




















<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2020

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 866
Total: 2.928.912
Balikesir escort Manisa escort Aydin escort Mugla escort Giresun escort Kahramanmaras escort Yozgat escort Tekirdag escort Isparta escort izmir escort inegol escort Soma escort Igdir mutlu son