- Quarta-Feira 02 de Dezembro de 2020
  acesse abaixo +
   Notícias +


Motoristas não conseguem entregar carga e laranjas apodrecem na Cutrale

07/07/2014

Caminhoneiros esperam há 80 horas na porta da fábrica em Araraquara, SP. Indústria afirmou que o descarregamento acontece dentro da normalidade.

Do G1 São Carlos e Araraquara


Caminhoneiros esperam há 80 dias para descarregar carga na Cutrale (Foto: Reginaldo dos Santos/EPTV)

Cera de 300 carretas carregadas com laranja estão paradas em frente aos portões da Cutrale, em Araraquara (SP). Os caminhoneiros vieram de várias cidades do interior paulista e dizem que estão na fila para descarregar há mais de 80 horas. Com a demora, toneladas da fruta estão apodrecendo. Além do desperdício, eles reclamam do enorme prejuízo. A Cutrale afirmou, neste sábado (5), que o descarregamento ocorre dentro da normalidade, considerando a capacidade de recebimento e processamento da unidade fabril.

A produção pertence a citricultores que tem contrato com a indústria, mas os caminhoneiros reclamam que a empresa prioriza o recebimento da laranja colhida em pomares próprios.

“Nós chegamos com os caminhões e deveríamos entrar aos poucos para que a carga seja pesada e selecionada. O que não vale para eles, temos que descartar. Mas estamos há tanto tempo esperando, que já está quase tudo murcho, virando suco”, relatou o caminhoneiro José Alves, membro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Araraquara José Alves.

Segundo ele, a situação já ocorreu outras vezes, entretanto, a demora nunca foi tão grande. “Se continuar assim, teremos que voltar com toda a mercadoria, porque para eles [Cutrale] não serve, então, temos que devolver para o produtor rural, que não recebe pela safra e tudo é desperdiçado”, contou Alves.

“A gente chega lá embaixo e eles refugam, aí a gente pergunta por que, eles dizem que a nossa laranja está podre. Mas ela saiu boa do pé, estragou por essa demora. Aí a gente não recebe o frete. Recebe a laranja que eles descarregam aqui, mas o refugo é jogado fora, perde o colhedor, porque eles têm que escolher fruta boa para mandar de volta para a fábrica, perde o torneiro e quem sai mais no prejuízo são os caminhoneiros, porque a gente não recebe o frete de volta”, reclamou o caminhoneiro Benedito Donizete de Faria.


Laranjas apodrecem nos caminhões parados no pátio da Cutrale (Foto: Reprodução / EPTV)

Prejuízo
De acordo com os motoristas, cada caminhão transporta, em média, 35 toneladas de laranja. Os prejuízos vão muito além da carga perdida.

“A gente já põe o caminhão na produção da laranja contando que vai fazer quatro viagens na semana, só que você vê, eu estou aqui já vai fazer 90 horas e eu estou com uma única viagem. Seria impossível fazer duas viagens na semana. Eu estou perdendo pelo menos R$ 1 mil”, reclamou o caminhoneiro Jonas Elias Faustino.

Estrago
Com um celular, motoristas fizeram imagens da carga desperdiçada. O suco escorre das carrocerias. “Esse caminhão, quando chegou, tinha laranja firminha. Olha como pinga, está vendo? Olha o chão como é que fica, tudo pingando, não para”, comentou um dos caminhoneiros.

Eles usam um recipiente improvisado para mostrar a quantidade do líquido que vaza a todo o momento. “Olha isso, está saindo da laranja. Imagina como está dentro desse caminhão. Não descarrega, fica 60, 80 horas na fila. Um absurdo. Isso é o suco da laranja podre”, lamentou outro motorista.

Falta de infraestrutura
Os trabalhadores reclamam também da precariedade do local de descanso e dizem que muitos deles já estão sem dinheiro até para comer. Segundo eles, a cozinha é simples e os banheiros são insuficientes para a quantidade de pessoas alojadas.

“Alguns se arriscam a fazer a comida no meio do ‘terrão’ que é este local. O que salva é a cantina, porém quatro dias pagando para comer não dá. Muitos não têm dinheiro, eu mesmo já não tenho mais”, protestou Alves.

E a espera ainda deve ser longa. “Nós vamos sair daqui só na terça-feira”, falou indignado o motorista Euclides Moreno Zanetelli. O amigo completa: “A gente só está querendo reivindicar o direito nosso, de descarregar e voltar para trás”, falou José Carlos da Silva.

Cutrale
A Cutrale afirmou que descarregamento ocorre dentro da normalidade, mas disse que a programação pode ter sofrido algum tipo de atraso em decorrência dos feriados por conta da Copa do Mundo. A Cutrale ressalta, porém, que são casos pontuais e que serão resolvidos ao longo deste final de semana.



Fonte: Globo.com

Publicado: 05/07/2014 19h15 - Atualizado em 06/07/2014 12h23


<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2020

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 903
Total: 2.928.949
Balikesir escort Manisa escort Aydin escort Mugla escort Giresun escort Kahramanmaras escort Yozgat escort Tekirdag escort Isparta escort izmir escort inegol escort Soma escort Igdir mutlu son