- Quarta-Feira 27 de Maio de 2020
  acesse abaixo +
   Notícias +


Nota de repúdio

11/01/2017

A Associtrus (Associação Brasileira de Citricultores) repudia o samba-enredo da Escola Imperatriz Leopoldinense para o Desfile de Carnaval de 2017.

A escola, que apresentará ao público o tema "Xingu - O clamor que vem da floresta", irá retratar uma realidade distorcida do agronegócio brasileiro, responsável por 22% do PIB nacional e gerador 37% dos empregos no país, mantendo sua pujança mesmo em anos difíceis e de crise econômica como o que vemos vivendo. A citricultura brasileira gera cerca de 300 mil empregos diretos e indiretos no país.

O cenário apresentado pela Imperatriz Leopoldinese será composto por alas que atribuem à agricultura a responsabilidade por práticas agrícolas que degradam o meio ambiente, descrevendo o produtor brasileiro como devorador de matas e rios, ladrão de terras e ambicioso.

A Associtrus reitera seu apoio às manifestações artísticas e culturais do Brasil mas não concorda com a forma como a Escola irá representar o agronegócio, levando ao público uma visão distorcida da realidade. Chamamos a atenção de nossos associados e do povo brasileiro para a importância do produtor rural, sem os quais, não haveria alimentos nem distribuição de renda em grande parte dos municípios brasileiros, onde o agronegócio possui grande representatividade econômica e social. "É um absurdo alguém duvidar da importância do homem do campo para o Brasil. Os citricultores brasileiros são os que mais cuidam das matas, dos rios e terras deste país. Estamos indignados com esta atitude antipatriótica e totalmente distorcida da realidade da Imperatriz Leopoldinense", diz o presidente do Conselho da Associtrus, Renato Queiroz.

O Brasil é o maior produtor de suco de laranja do mundo, alimento presente em milhares de lares e que fornece nutrientes essenciais ao organismo como vitamina C, ácido fólico, cálcio, potássio, magnésio, fósforo e ferro.

O suco de laranja é o terceiro produto na pauta de exportação do agronegócio paulista. Os sucos geraram US$ 1,39 bilhão – dos quais 97,9% são referentes ao suco de laranja –, ficando atrás apenas dos produtos do complexo sucroalcooleiro (US$ 5,82 bilhões) e das carnes (US$ 1,50 bilhão, em que a carne bovina respondeu por 79,5%), e ficando à frente dos produtos do complexo soja (US$ 1,33 bilhão) e produtos florestais (US$ 1,15 bilhão). Esses cinco agregados representaram 81,4% das vendas externas do agronegócio paulista.

O Brasil também é o maior produtor mundial de grãos e carnes, alimentos em os quais seria impossível a sobrevivência.

Cientes da responsabilidade com que nossos associados, citricultores, conduzem seus pomares, buscando sempre uma produção sustentável, a Associtrus reforça o compromisso de exercer seu papel de disseminar as práticas sustentáveis e, assim, garantir o futuro da citricultura e do agronegócio brasileiros.

Lamentamos a condução do Samba enredo pela Imperatriz Leopoldinense e esperamos que seja revisto.

Flávio de Carvalho Pinto Viegas

Presidente


<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2020

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 221
Total: 2.045.654
adana escort bayan elazig escort bayan izmit escort bayan yalova escort bayan erzurum escort bayan isparta escort bayan corum escort bayan batman escort bayan agri escort bayan kirsehir escort bayan