- Segunda-Feira 26 de Outubro de 2020
  acesse abaixo +
   Notícias +


Reunio sobre futuro do Fundecitrus retrata crise do setor.

28/12/2007

Por Gustavo Porto

Ribeir?o Preto, 18 (AE) - O que deveria ser um workshop de avalia??o de um novo modelo de contribui??o para o Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus), se transformou num exemplo da crise institucional do setor citr?cola brasileiro. No encontro, realizado hoje de manh? em Araraquara (SP), estiveram presentes apenas dois membros do conselho do Fundecitrus, um deles da Citrosuco, que deixou o local antes da metade do debate.

O presidente da entidade, Hans Georg Krauss, o vice, Antonio Eg?dio Crestana e representantes das diretorias das outras grandes processadoras de suco de laranja tamb?m n?o foram ao workshop. Cerca de 20 pessoas, a maioria produtores e funcion?rios do Fundecitrus, formaram a plat?ia do evento.

As propostas para mudar a forma de contribui??o que mant?m o or?amento anual de R$ 40 milh?es do Fundecitrus foram apresentadas por representantes do Centro de Conhecimento em Agroneg?cio da Universidade de S?o Paulo (Pensa/USP). Atualmente, o tributo ? recolhido por caixa da fruta entregue ? ind?stria e a proposta do Pensa ? fazer o recolhimento por meio de uma s?rie de vari?veis. A mais pol?mica delas ? a cobran?a da contribui??o do produtor por ?rvore de citros em sua propriedade.

Ap?s a exposi??o do coordenador do trabalho, e do Pensa/USP, Marcos Fava Neves, o citricultor Frauzo Ruiz Sanches pregou a manuten??o da atual cobran?a da contribui??o, de R$ 0,09 por caixa, e afirmou que era um consenso, pelo menos no Sindicato Rural de It?polis (SP), principal regi?o produtora de laranja do Pa?s, que a proposta de cobran?a por p? n?o seria aceita. "O meu custo de produ??o ? por caixa e n?o por p?", disse Sanches. "Mas o custo e vistoria do Fundecitrus ? por p?. N?o ? correto, por exemplo, cobrar mais mensalidade de um clube de uma pessoa mais rica e menos de uma que ganha menos", tentou justificar Fava Neves.

Em seguida, representantes da Associa??o Brasileira dos Citricultores (Associtrus), que ? exclu?da do conselho do Fundecitrus, iniciaram os tradicionais ataques ? diretoria da entidade. Cobraram transpar?ncia, pediram clareza nas respostas do Fundecitrus aos questionamentos feitos sobre a arrecada??o do or?amento e sobre o estatuto do fundo. "As respostas dadas aos questionamentos do Pensa/USP durante o trabalho mostram uma falta de clareza de quem quer implodir o Fundecitrus", criticou Fl?vio Viegas, presidente da Associtrus. Nem mesmo o alerta de "um colapso do Fundecitrus se n?o houver a uni?o", feita pelo diretor cient?fico da entidade, Juliano Ayres, amenizou as cr?ticas dos produtores ligados ? associa??o.

Menos exaltados, os citricultores Roberto Jank e Joaquim Dragone ratificaram que seria imposs?vel mudar a cobran?a da contribui??o de caixa para p? de citros, mas sugeriram que a cobran?a da ind?stria fosse proporcional ao suco de laranja exportado, averiguada junto ? Secretaria de Com?rcio Exterior (Secex). "Temos de esquecer o passado e pensar para frente", disse Jank aos produtores da Associtrus. "Mas eu concordo que ? imposs?vel mudar a cobran?a sem uma mudan?a na imagem do Fundecitrus, inclusive com a implanta??o da sugest?o do Pensa/USP de se fazer uma auditoria externa", completou o produtor.

Fava Neves, do Pensa/USP, aceitou as sugest?es de que seja mantida, ao menos nos pr?ximos tr?s anos, a contribui??o por caixa, proposta que deve ser inclu?da no relat?rio final da entidade ao Fundecitrus. No entanto, n?o ficou definido se o estatuto do fundo, que determina a mudan?a, pode ser alterado. As d?vidas devem ser resolvidas na quinta-feira (20), ?s 10 horas, quando os advogados do Fundecitrus devem atender os produtores em sua sede, tamb?m em Araraquara.

Caso n?o sejam poss?veis as altera?es, o conselho do Fundecitrus deve aprovar parte das sugest?es do Pensa/USP divulgadas no evento. Al?m da contribui??o do produtor por p?, outras mudan?as prev?em um pagamento fixo de 33% do or?amento por parte das ind?strias e a tentativa de ampliar a cadeia de mantenedores do Fundecitrus com a inclus?o de viveiristas, fabricantes de insumos, packing houses (dep?sitos), envasadoras e o governo.

Ag?ncia Estado


<<Voltar << Anterior


Indique esta notícia
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome Amigo:
E-mail Amigo:
 
  publicidade +
 

Associtrus - Todos os direitos reservados ©2020

Desenvolvido pela Williarts Internet
Acessos do dia: 9577
Total: 2.649.995
Balikesir escort Manisa escort Aydin escort Mugla escort Giresun escort Kahramanmaras escort Yozgat escort Tekirdag escort Isparta escort izmir escort inegol escort Soma escort Igdir mutlu son